Comunicado,



O menu não está funcionando por conta de umas mudanças que estou fazendo no blog.

Em breve tudo estará pronto.Aos meus visitantes peço desculpas pelo transtorno porém coloquei um sofá para que todos não se cansem muito.

A partir de agora todas as postagens do Blog "Assado, Cozido ou Cru?" e"Palavras alheias já que minhas não são." estarão neste Blog:

Entre-Laços!
Enfim tudo Azul e ponto.


Oi!

Oi!
Entrem e sintam-se a vontade pra ler, comentar.É sempre uma honra recebê-los.

30/10/2017

De Verdade



Ontem tem reunida a alguns amigos, falamos sobre a mulher e seus posicionamentos diante do homem. A mulher exigente, a mulher coitadinha, a mandona, a depressiva, a ciumenta. Nossa quanta característica que se eu colocasse todas neste texto, mais pareceria com um relatório do D.E.I.C. Então não seria um texto seria um relatório. Que óbvio. Bom depois de muitas suposições o assunto encerrou-se sem que se chegasse a uma conclusão. Natural.

Quando fui me deitar o assunto voltou à lembrança e fiquei pensando... Aí mora o perigo, mulher pensando!!! (Que pensamento mais machista!!!).Eu como mulher, me coloquei no lugar de uma flor. Primeiro uma semente que é plantada sem saber onde e por quem. Sem saber se fará sol, se choverá, apenas atreve-se, é ousada. Não sabendo se será cuidada ou se será colhida. Porque estar em um jardim pode e é muito diferente de estar em um vaso.

Neste instante fiz uma ligação, se as mulheres são flores os homens seriam o que? Claro um jardineiro. Alguns bons... Outros nem tanto. Apesar disso, mesmo as flores e jardineiros sendo variados, estão aqui, flor e jardineiro para uma parceria. A flor dá sua beleza e perfume o jardineiro seus cuidados. Para serem cúmplices de um crime perfeito.

Amar e ser amado.

Tudo isso são"viagens"minhas. Porém de uma coisa tenho absoluta convicção. Sempre haverá quem procure a flor e se torne seu "jardineiro", e sempre haverá uma flor querendo ser "achada"(cultivada).

Não sou porta voz das mulheres nem sou dona da verdade.

Falo a minha. Ouvirei a sua, de verdade.





Texto de LisPareto
Imagem do Google




Nenhum comentário :

Postar um comentário