Comunicado,



O menu não está funcionando por conta de umas mudanças que estou fazendo no blog.

Em breve tudo estará pronto.Aos meus visitantes peço desculpas pelo transtorno porém coloquei um sofá para que todos não se cansem muito.

A partir de agora todas as postagens do Blog "Assado, Cozido ou Cru?" e"Palavras alheias já que minhas não são." estarão neste Blog:

Entre-Laços!
Enfim tudo Azul e ponto.


Oi!

Oi!
Entrem e sintam-se a vontade pra ler, comentar.É sempre uma honra recebê-los.

14/11/2009

VERDES FLORES


Nos campos secos e quentes,
Não há verde nem outras cores.
Não há folhas e não há flores.
Não há rebentos, nem sementes.

Mas se algum dia fores
Ao jardim dos sentimentos
Verás corações sedentos
Também de verdes amores.



No jardim das nossas vidas
Acharás todas as cores,
Mas custosamente flores
Só de verde coloridas.

Mas se algum dia fores
Ver esse jardim florido,
É o verde que dá sentido
Às flores doutras cores.



VERDES FLORES de
José Henrique de Burgo Mendes


(imagem alheia)

3 comentários :

  1. Anonymous1/11/10

    Que lindo! Me encanta este poema.

    Miriam L. Vega

    ResponderExcluir
  2. Sim é verdade Mirim, a primeira vez que li me apaixonei por ele.

    ResponderExcluir